Pavan Zanetti fornece sopradora para primeira fábrica brasileira da Röchling

[print_gllr id=878]

A primeira unidade brasileira da alemã Röchling, inaugurada dia 4 de junho, em Itupeva (SP), está operando com uma sopradora HPZ 300, da Pavan Zanetti. Especializada na produção de peças plásticas automotivas de alta resistência, a Röchling já está fornecendo para a Volkswagen e também deverá ter a Ford e a BMW como clientes em 2015. As negociações com outras montadoras no Brasil, que são clientes da Röchling na Europa e Estados Unidos, como Honda, General Motors, Renault, PSA Peugeot Citroën, Audi, Mercedes-Benz e Fiat, já estão em andamento.

Para a Pavan Zanetti, ter sua marca aliada a uma das mais conceituadas fabricantes de componentes plásticos do mundo, como a Röchling, e ao mercado das montadoras automobilísticas, é um reconhecimento à altura de sua competitividade. “Hoje, estamos muito mais próximos dos concorrentes europeus em termos de tecnologia aplicada e de preço. Nossas máquinas são capazes de competir em produtividade tendo os mesmos elementos de comando e equipamentos periféricos das europeias”, garante Newton Zanetti, diretor comercial da Pavan Zanetti.

A sopradora HPZ 300 é um modelo básico da série HPZ, de sopro por acumulação, que atende à fabricação de médios e grandes volumes. Tem saída lateral do produto soprado e permite a instalação de um sistema integrado para sua rebarbação. Dispõe de comandos de última geração, sistemas de sopro a vácuo em 3D com a tecnologia TBM e recursos de acionamentos elétricos, pneumáticos e hidráulicos para serviços durante o tempo de sopro e extração.

Além de incorporar as mais atuais tecnologias no setor de sopro por acumulação, a HPZ 300 tem sistemas para a segurança do operador adequado às leis vigentes e uma variada possibilidade de tipos de roscas plastificadoras com perfis indicados para cada resina termoplástica.

Com alta produtividade e automatização do processo, a HPZ 300 está alinhada ao objetivo da Röchling de ter uma operação enxuta. “Isso nos torna competitivos, permitindo que os clientes possam localizar peças a custos aceitáveis, evitando riscos logísticos e cambiais das importações”, destaca o diretor geral da Röchling no Brasil, Peter Mettens.

Para a Volkswagen, a Röchling está produzindo coletores de admissão e caixas do filtro de ar em polipropileno (PP), usados pelos novos motores da família EA 211, o três-cilindros 1.0 do Up! e do Fox Bluemotion e o quatro-cilindros 1.6 já lançado no Gol Rallye e Saveiro Cross. Para a Ford, serão produzidos reservatórios de plástico para o cofre do motor do EcoSport. Já para a BMW, a Röchling fornecerá dutos de ar.

“Queremos dar os parabéns à Rochling pelo sucesso do empreendimento e as belas instalações. Nos sentimos honrados em ter uma sopradora da Pavan Zanetti marcando o início da história desta conceituada empresa no Brasil”, afirmou Newton Zanetti.